quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Brasileiro frita e come coração da mulher e egípcia cozinha marido para o jantar

Ele fritou e comeu o coração da ex-mulher, ela cozinhou o marido no jantar de Ação de Graças...
A primeira história aconteceu aqui mesmo, no Brasil, mais exatamente em Sergipe. Um homem suspeitou que sua esposa o estava traindo, decidiu matá-la e comer o coração dela, fritinho na manteiga!
(Foto: Reprodução/Polícia Civil/Sergipe)
José Jorge da Silva (foto) cometeu o crime no final de 2010 e foi preso em setembro deste ano, mas, surpreendentemente, por outro motivo: ele tentou assaltar um taxista. Assim que chegou à delegacia e a ficha criminal foi levantada, descobriram que ele era procurado por matar a ex-mulher.
O marido traído confessou ter assassinado a esposa perfurando seu abdome na altura do estômago. Depois retirou os órgãos dela, guardou o coração e pediu para o cozinheiro de um bar fritá-lo na manteiga para que pudesse comer como aperitivo enquanto tomava cerveja. E assim o fez...
Já a mulher, que cozinhou o marido no jantar de Ação de Graças, fez o banquete há 20 anos.
Em novembro de 1991 a egípcia radicada na Califórnia, EUA, Omaima Nelson(foto abaixo), amarrou o marido, matou e o cortou em pedacinhos. Depois disso, triturou o corpo num processador de lixo, fritou as mãos em óleo quente, cozinhou a cabeça e guardou no congelador!
(Foto: Reprodução/AP)
Ela foi descoberta quando encontraram restos do corpo do homem de 56 anos no lixo, misturado à sobras do tradicional peru – prato símbolo das festividades de Ação de Graças. Além disso, Omaima ainda confessou que comeu lascas das costas do marido depois de mergulhá-las em molho barbecue...
A história de Omaima veio à tona agora porque a mulher está pedindo liberdade condicional (mesmo tendo sido sentenciada à prisão perpétua), alegando que cometeu o crime para se livrar dos abusos do marido, que era 33 anos mais velho que ela.
Além de serem “mestres da culinária canibal” o brasileiro e a egípcia ainda tem em comum o fato de não mostrarem nem um pouquinho de arrependimento pelo que fizeram. Já imaginaram se por um acaso os dois se encontrarem e se apaixonarem? 
Do site Vírgula

Um comentário:

BlogBlogs.Com.Br