sábado, 17 de setembro de 2011

Ameaça de greve de sexo faz combates pararem nas Filipinas

(Reprodução)
Mulheres em um vilarejo ao Sul das Filipinas resolveram o problema da violência de uma forma inusitada e bastante prática: ameaçaram entrar em greve de sexo se os combates continuassem na região rural de Dado, na conturbada ilha de Mindanao. Deu certo e as tensões diminuíram, constatou a agência para refugiados da ONU.
"A área está em uma cidade que é cenário de conflitos, feudos familiares e disputa de terras. A ideia veio das mulheres", afirmou Rico Salcedo, representante da ONU nas Filipinas.
 A ameaça de greve surgiu quando um grupo de costureiras de Dado passou a ter dificuldade de entregar a produção porque uma estrada estava bloqueada por homens armados.
Hasna Kandatu, uma das moradoras, advertiu o marido de que ele ficaria sem sexo se continuasse a causar problemas a ela e as companheiras.
"Eu disse: se você for lá (ao combate), não voltará mais para casa. Eu não vou aceitá-lo mais", recordou a filipina, segundo o site News.com, da Austrália.
Do Page Not Found
Notícia original, em inglês

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BlogBlogs.Com.Br