domingo, 21 de agosto de 2011

Médica defende casa com cartaz e seringas 'infectadas' com HIV

Saiu na Folha de São Paulo:
Vítima de dois furtos nas últimas semanas, uma médica de Brasília chocou os vizinhos ao pregar no portão cartaz com os dizeres "muro com sangue HIV +, não pule", acompanhado de manchas cor de sangue e seringas amarradas ao muro com as pontas viradas para cima.
(Foto: Reprodução)
A reportagem esteve na casa da médica neste domingo, mas não conseguiu localizá-la. O cartaz e as manchas permaneciam no muro, mas as seringas foram retiradas após visita da vigilância sanitária e a veiculação de reportagem no "DFTV", da "Rede Globo".
A casa fica dentro do condomínio RK, em Sobradinho, cidade-satélite de Brasília.
"Não é admissível uma médica tomar uma atitude assim [...] Como se sente o portador de HIV vendo sua situação ser tratada como motivo de repúdio?", disse a síndica do local, Vera Barbieri. Ela diz acreditar que a médica retirou seringas para evitar problema profissional.
A casa da médica foi alvo de dois pequenos furtos, diz Barbieri. Há dez dias, um cortador de grama foi roubado, mas recuperado na sequência pela segurança do condomínio. Depois do incidente, uma TV foi levada.
A síndica admite que são registrados pequenos furtos, mas diz que as ocorrências são "pouquíssimas para o tamanho do condomínio".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BlogBlogs.Com.Br