sábado, 27 de agosto de 2011

Curso d´água de 6.000 quilômetros é descoberto embaixo do rio Amazonas

(Reprodução)
Pesquisadores do Observatório Nacional (ON) encontraram evidências de um rio subterrâneo de 6 mil quilômetros de extensão que corre embaixo do rio Amazonas, a uma profundidade de 4.000 metros. Os dois cursos d´água têm o mesmo sentido de fluxo - de oeste para leste -, mas se comportam de forma diferente. A descoberta foi possível graças aos dados de temperatura coletados em 241 poços profundos perfurados pela Petrobras, quando a estatal procurava petróleo na região durante as décadas de 1970 e 1980.
Fluidos que se movimentam por meios porosos - como a água que corre por dentro dos sedimentos sob a Bacia Amazônica - costumam produzir sutis variações de temperatura. Com a informação térmica fornecida pela Petrobras, os cientistas Valiya Hamza, da Coordenação de Geofísica do Observatório Nacional, e a professora Elizabeth Tavares Pimentel, da Universidade Federal do Amazonas, identificaram a movimentação de águas subterrâneas profundas.
Os dados do doutorado de Elizabeth, sob a orientação de Hamza, foram apresentados no 12º Congresso Internacional da Sociedade Brasileira de Geofísica, realizado na segunda semana de agosto no Rio de Janeiro. Em homenagem ao orientador, um pesquisador indiano que vive no Brasil desde 1974, os cientistas batizaram o fluxo subterrâneo de rio Hamza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BlogBlogs.Com.Br